8 de jul de 2015

Os 5 livros de ficção mais vendidos de acordo com a Veja

Olá queridos leitores, 

É sabido que a Veja tem a sua lista dos 20 livros mais vendidos, estava eu olhando essa lista e fiquei me perguntando, Porque não tem sinopse dos livros aqui????? Então resolvi criar esse post aqui no blog. Não vou colocar todos os livros que tem na lista por vários motivos, sendo o principal: ficaria muito grande e cansativo para ler.


A lista segue abaixo, quero deixar claro que nenhuma das sinopses foram feitas por mim e suas fontes estão no final da postagem, sendo de minha autoria apenas os textos que estão antes das sinopses.






#1 - Na primeiríssima posição temos o tão aguardado Minha Vida Fora de Série 3ª Temporada que foi lançado em 2015, O livro juvenil ou "cor de rosa", como diz a autora Paula Pimenta na apresentação de seu site, narra os conflitos e descobertas da jovem Priscila em seu caminho para o amadurecimento. 


Sinopse - Dois anos se passaram desde a 2ª temporada de Minha vida fora de série. Priscila, agora com 19 anos, percebe que tem que deixar a adolescência para trás e começar a lidar com as responsabilidades da vida adulta: o namoro com Rodrigo, cada vez mais sério; o início da faculdade, que ela ainda tem dúvidas se escolheu a certa; as novidades na família, que mais uma vez transformam seu cotidiano. Mas, como nos seriados que tanto ama, ela também vai passar por muitas reviravoltas e confusões, e descobrir que alguns acontecimentos de episódios passados podem afetar os atuais. Não perca mais esta temporada imperdível da vida fora de série de Priscila.






#2 - Em segunda posição um dos livros mais queridos no mundo inteiro desde 1943 (sim, ele já é um vovô livro) O Pequeno Príncipe, que encanta e emociona tanto crianças quanto adultos há gerações. Li quando era criança, depois li para minha filha, em breve irei ler para o meu segundo herdeiro que está à caminho, e um dia eles irão ler para os meus netos, bonito isso né? 

Poucos livros conseguem ter uma história tão cativante e inocente mas com um significado tão intenso como essa obra de Antoine Saint-Exupéry. Considero esse livro como ¨"Leitura Obrigatória" para qualquer ser vivente, espera aí Gabi, você não quis dizer qualquer ser humano? Não, porque o Pequeno Príncipe sabe muito bem que rosas, estrelas, carneiros amarrados e elefantes dentro de cobras também gostam de histórias.

Sinopse - À primeira vista, um livro para crianças. Na definição de Antoine Saint-Exupéry, seu autor, "um livro urgentíssimo para adultos", o que talvez explique a extraordinária sobrevivência literária de O pequeno príncipe que, em qualquer uma das mais de 150 línguas em que é publicado, causa encanto. Narra a história do piloto cujo avião cai no deserto do Saara, onde ele encontra um príncipe, um pedacinho de gente inteiramente extraordinário que o leva a uma jornada filosófica e poética através de planetas que encerram a solidão humana em personagens como o vaidoso, capaz de ouvir apenas elogios, o acendedor de lampiões, fiel ao regulamento, o bêbado, que bebia por ter vergonha de beber, o homem de negócios que possuía as estrelas contando-as e recontando-as em ambição inútil e desenfreada, a serpente enigmática, a flor a qual amava acima de todos os planetas.




#3 - Em terceiro lugar está A Herdeira, o quarto livro da série A Seleção, da escritora de Best Sellers número 1 do New York Times, Kiera Cass (chique né!?!). O livro foi muito aguardado pelos fãs da série e teve seu lançamento mundial no dia 05 de maio de 2015. Antes disso, em dezembro de 2014, a autora deu um presentinho de natal aos fãs e postou os primeiros parágrafos do livro na internet, atiçando ainda mais a curiosidade dos coitadinhos, que encheram as fãs pages com testemunhos de sofrimento árduo e súplicas para que a espera acabasse.

Sinopse -Vinte anos atrás, America Singer participou da Seleção e conquistou o coração do príncipe Maxon. Agora chegou a vez da princesa Eadlyn escolher seu noivo. Eadlyn não espera que sua Seleção seja nem um pouco parecida com o conto de fadas de seus pais. Mas ao longo da competição, ela pode descobrir que seu final feliz não é algo tão impossível como ela sempre achou. 



#4 - Em quarto lugar está o livro que confesso não li ainda por pura covardia e medo de morrer afogada em minhas próprias lágrimas. Ahhh gente, mas a minha covardia tem motivos muito plausíveis,  eu quase morri afogada em minhas próprias lágrimas no outro livro desse autor, e pra piorar o meu medo de chorar até morrer, ainda tenho o fator gravidez, que também significa aumento considerável de hormônios e portanto, sou uma bomba de sentimentalismo que pode explodir a qualquer momento. Estamos falando dele, o cara que mata adolescentes adoráveis de câncer que se imaginava curado, Senhor Jonh Green com sua obra Cidades de Papel.

A obra está na lista dos 20 mais vendidos da Veja há 81 semanas, impressionante não? Além de ter sua versão cinematográfica lotando salas de cinema mundo afora (só vou assistir depois que criar coragem e ler o livro).

Sinopse - Quentin Jacobsen nutre uma paixão platônica pela vizinha de escola Margo Roth Spielgeman desde a infância. Naquela época eles brincavam juntos e andavam de bicicleta pelo bairro, até que um dia eles encontram um homem morto no Jefferson Park e desde então, Margo muda. Mas hoje ela é uma garota linda e popular na escola e ele é só mais um dos nerds de sua turma. Certa noite, Margo invade a vida de Quentin pela janela de seu quarto, com a cara pintada e vestida de ninja, convocando-o a fazer parte de um engenhoso plano de vingança. E ele, é claro, aceita. Assim que a noite de aventuras acaba e um novo dia se inicia, Q vai para a escola, esperançoso de que tudo mude depois daquela madrugada e ela decida se aproximar dele. No entanto, ela não aparece naquele dia, nem no outro, nem no seguinte.
Quando descobre que o paradeiro dela é agora um mistério, Quentin logo encontra pistas deixadas por ela e começa a segui-las. Impelido em direção a um caminho tortuoso, quanto mais se aproxima de Margo, mais se distancia da imagem da garota que ele pensava que conhecia.



#5 - Fechando a nossa lista temos Toda Luz Que Não Podemos Ver do premiado Anthony Doerr. Mais um livro que tem que ser lido com um estoque de lenços de papel ao lado, dizem ser promessa de clássico nos próximos anos, será? Bom, a obra ganhou o Pulitzer de Ficção 2015, só por isso já merece a indicação ao título de clássico. E procurando palavras para definir a história, me dei a liberdade de parafrasear o site Astro Nerd, que em minha opinião disse pouco mas disse tudo: "Toda Luz Que Não Podemos Ver fala sobre infância, inocência, guerra, maturidade, amor e esperança. Páginas e mais páginas capazes de tocar o mais frio leitor."

Sinopse - Marie-Laure vive em Paris, perto do Museu de História Natural, onde seu pai é o chaveiro responsável por cuidar de milhares de fechaduras. Quando a menina fica cega, aos seis anos, o pai constrói uma maquete em miniatura do bairro onde moram para que ela seja capaz de memorizar os caminhos. Na ocupação nazista em Paris, pai e filha fogem para a cidade de Saint-Malo e levam consigo o que talvez seja o mais valioso tesouro do museu. Em uma região de minas na Alemanha, o órfão Werner cresce com a irmã mais nova, encantado pelo rádio que certo dia encontram em uma pilha de lixo. Com a prática, acaba se tornando especialista no aparelho, talento que lhe vale uma vaga em uma escola nazista e, logo depois, uma missão especial: descobrir a fonte das transmissões de rádio responsáveis pela chegada dos Aliados na Normandia. Cada vez mais consciente dos custos humanos de seu trabalho, o rapaz é enviado então para Saint-Malo, onde seu caminho cruza o de Marie-Laure, enquanto ambos tentam sobreviver à Segunda Guerra Mundial.Uma história arrebatadora contada de forma fascinante. Com incrível habilidade para combinar lirismo e uma observação atenta dos horrores da guerra, o premiado autor Anthony Doerr constrói, em Toda luz que não podemos ver, um tocante romance sobre o que há além do mundo visível.





Espero que tenham gostado de ler essa pequena seleção assim como eu gostei de fazê-la. 

Estou aberta a sugestões, criticas, vaias, aplausos e doações milionárias (hehe) a qualquer momento, deixe seu comentário, só por favor seja educado =D

Um abraço a todos, 

Gabi de Sávio







Nenhum comentário:

Postar um comentário